Projeto de Capacitação em Cuidados Continuados Integrados: Lançamento das Oficinas – Rio Grande do Sul

Nos dias 21 e 22 de março de 2017 ocorreu na cidade de Santa Maria – Rio Grande do Sul o lançamento das oficinas de capacitação do Projeto de Cuidados Continuados Integrados (CCI). Trata-se de uma iniciativa da Associação Samaritano em parceria com o Centro de Estudos Leopoldo Ayrosa Galvão – CEALAG da Faculdade de Medicina da Santa Casa de São Paulo, da Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul, da Prefeitura de Jaguari e do Ministério da Saúde (MS). O evento contou com a participação de representantes das Instituições envolvidas, destacando as autoridades presentes como os Prefeitos de Jaguari e Santa Maria Drs. Roberto Carlos Boff Turchiello e Jorge Pozzobom, o Secretário Adjunto Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul - Dr. Francisco Paz, a representante do Conselho Nacional dos Secretários da Saúde Dra. Carla Ulhoa André e da Coordenação Geral de Atenção Hospitalar do Ministério da Saúde Dra. Iane Andrade Neves. Pretende-se inaugurar até o final do 2017 novo equipamento de saúde voltado ao CCI nas dependências do Hospital de Caridade de Jaguari, que destinará 25 dos seus 52 leitos. A cidade de Jaguari com população estimada em 12mil habitantes, 700mil Km2 de extensão, a aproximadamente a 400 km de Porto Alegre e 105 km de Santa Maria, será referência nessa modalidade de atendimento através da Unidade de Cuidados Continuados Integrados (UCCI) e receberá pacientes de regiões adjacentes, como do Hospital Universitário de Santa Maria, Casa de Saúde, Hospital de Caridade de Santiago e Hospital São Roque de Faxinal do Soturno. Baseado no modelo praticado em Portugal e na Espanha, o projeto oferece resposta a um grande desafio da saúde brasileira: doenças crônicas e envelhecimento. Além da inversão demográfica advinda do progressivo envelhecimento e da queda na taxa de natalidade da população, essa nova demanda em saúde tem relação com as mudanças do perfil de morbidade e mortalidade que expressam aumento do papel das doenças crônicas. Os doentes crônicos, idosos e outros pacientes em situação de dependência funcional, isto é, que dependem de reabilitação para readquirir autonomia, frequentemente, ocupam desnecessariamente leitos destinados ao cuidado de alta complexidade para situações agudas. A implantação da UCCI aliviará a ocupação desses leitos de agudos e, por meio de tecnologias leves, de baixo custo e do trabalho de reabilitação, Associação Samaritano desenvolve esse projeto dede 2012. Já foram implantadas 2 UCCI(s) nos estados do Mato Grosso do Sul e do Paraná e capacitados cerca de 100 profissionais. O preparo em rede, o incentivo a esse novo modelo de cuidado, que promove qualidade de vida e autonomia para os pacientes, converge com a nova estratégia de atuação da Associação que centrará esforços futuros nas ações de promoção e prevenção em saúde.

GALERIA

  • rio-grande-do-sul-1
  • rio-grande-do-sul-2
  • rio-grande-do-sul-3
  • gio-grande-do-sul-4
  • rio-grande-do-sul-5
  • rio-grande-do-sul-6
  • rio-grande-do-sul-7
  • rio-grande-do-sul-8
  • rio-grande-do-sul-9
  • rio-grande-do-sul-10