A importância dos negócios de impacto social no Brasil

A transformação social por meio de soluções que atendam àqueles que mais necessitam é a essência dos chamados negócios de impacto. Empresas e organizações de diferentes portes e segmentos podem se caracterizar dessa forma, mas precisam cumprir alguns requisitos.

O post de hoje contextualiza os negócios de impacto no Brasil e traz também um panorama geral sobre eles. Entenda a sua crescente importância em escala global e diante à realidade brasileira.

O que são negócios de impacto social?

Negócios de impacto social são empresas voltadas ao desenvolvimento de soluções para atender às populações de baixa renda. Iniciativas que promovam cidadania, inclusão, sustentabilidade, saúde, educação, cultura e outros pilares sociais podem ser caracterizadas como negócios de impacto. Veja como cinco fatores se relacionam com a definição dos negócios de impacto social:

  • Rentabilidade: a saúde financeira de uma empresa é determinante para defini-la como um negócio de impacto. Quando ela depende de doações ou subsídios para manter as suas atividades, deixa de se enquadrar nessa categoria.
  • Escalabilidade: o potencial de expansão do negócio e a capacidade de se replicar em outras localidades são aspectos determinantes para negócios de impacto. Isso porque a escalabilidade é o principal motor da transformação social que esse tipo de solução promove.
  • Vulnerabilidade das pessoas atendidas: solucionar problemas de populações de baixa renda é a essência dos negócios de impacto social. Os projetos são desenvolvidos desde o início com esse foco.
  • Gestão e missão: negócios de impacto têm a missão muito clara de mudar a vida das pessoas para melhor. A ética por parte dos líderes é fundamental para manter a gestão responsável dos projetos aplicados.
  • Dividendos: negócios de impacto não são definidos pela distribuição ou não de dividendos a acionistas. Uma empresa pode ser caracterizada como um negócio de impacto independentemente da sua política de dividendos.

Por que negócios de impacto são tão importantes no Brasil?

O último censo do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) aponta que 168 milhões de brasileiros integram as camadas com faixas de renda mais baixas, número que demonstra como os negócios de impacto são importantes em nosso país.

As iniciativas empreendedoras que visam tornar o Brasil mais justo e menos desigual são decisivas para a transformação social. Nos últimos anos, os negócios de impacto têm conquistado espaço no cenário nacional.

Hoje, existem aproximadamente 800 negócios de impacto social no Brasil, de acordo com um levantamento recente feito pelo Sebrae em parceria com o PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento). Grande parte desses projetos é composta por startups criadas por jovens que desejam causar um impacto positivo na realidade brasileira.

Um exemplo de negócio de impacto na saúde

A Cloudia é um excelente exemplo de como a tecnologia pode ter grande impacto social na área da saúde. O projeto consiste em um chatbot que automatiza os processos de comunicação entre pacientes e estabelecimentos de saúde via aplicativos de chat (Facebook Messenger) e website.

Para as instituições de saúde, o negócio de impacto social oferece um call center automatizado. Para o usuário, a Cloudia proporciona a comodidade de poder se comunicar instantaneamente com instituições de saúde, a qualquer hora do dia.

Com a Cloudia, há redução de custos com o atendimento ao paciente, redução de faltas, empoderamento do paciente (atendimento rápido) e redução do tempo ocioso dos profissionais de saúde.

Associação Samaritano faz parceria com Artemisia

Em 2019, a Associação Samaritano tem uma nova forma de atuar em promoção da saúde e prevenção de doenças crônicas não transmissíveis. Este ano marca o início de uma parceria com a Artemisia, organização sem fins lucrativos que é pioneira no fomento de negócios de impacto no Brasil. A parceria consiste no Lab Promoção da Saúde e Prevenção, que visa fortalecer o ecossistema de negócios de impacto social em saúde e gerar resultados em escala no médio e longo prazo com foco na população vulnerável.

Esse trabalho envolve a identificação de empreendedores com soluções em saúde, específicas na área de DCNTs; faz a seleção das ideias com potencial de gerar impacto social em escala; auxilia os empreendedores para obter maior clareza do modelo de negócio e do impacto social e acelera soluções inovadoras, que atuem de forma complementar ao setor público da saúde.

Você é empreendedor e tem interesse em participar do projeto? Então faça agora mesmo a sua inscrição no Lab Promoção da Saúde e Prevenção neste formulário!

Como promover negócios de impacto na área da saúde

Uma das formas de promover a transformação social entre as populações de baixa renda é desenvolver soluções na área da saúde. No Brasil, o SUS (Sistema Único de Saúde) tem um alcance significativo, mas há algumas lacunas. Um dos caminhos possíveis para negócios de impacto em saúde é atuar de maneira coordenada com o poder público.

Além de complementar o serviço público de saúde, os negócios de impacto social na área da saúde têm grandes chances de sucesso se atuarem com dois focos: prevenção de doenças e promoção da saúde. Vale destacar que as doenças crônicas são a principal causa de morte no Brasil. Em grande medida, isso é decorrente do desconhecimento e da consequente falta de cuidados preventivos.

Dentro desse universo, é possível pensar em negócios de impacto mais voltados a determinados públicos-alvo. Mulheres, crianças e idosos são três exemplos de grupos que podem ter projetos concebidos especialmente para cada um.

Em relação à abrangência territorial dos projetos, uma oportunidade para negócios de impacto no Brasil é priorizar regiões em que o SUS não tem uma presença tão destacada. Para muitos serviços, a oferta é mais generosa nos grandes centros urbanos, por isso ações voltadas a áreas mais vulneráveis podem ser ainda mais poderosas.

A realidade atual dos negócios de impacto no Brasil

Os investimentos em negócios de impacto social têm uma importância crescente no Brasil. Sua amplitude se dá tanto em termos de alcance quanto em relação ao perfil de atuação.

Em novembro último, aconteceu o oitavo encontro da Rede Temática de Negócios de Impacto do GIFE (Grupo de Institutos, Fundações e Empresas). O evento foi uma oportunidade para relacionar os negócios de impacto aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que fazem parte da Agenda 2030 da ONU (Organização das Nações Unidas). Também durante o encontro, foi apresentado o panorama atual dos negócios de impacto no Brasil e os próximos passo a serem dados. Clique aqui para conferir as principais reflexões da Rede Temática de Negócios de Impacto.