Novembro Azul: conheça o movimento de combate ao câncer de próstata

A conscientização a respeito de doenças potencialmente fatais é muito importante. Uma das iniciativas de maior destaque nesse sentido é o Novembro Azul, que completa 15 anos de existência em 2018. O movimento tem como objetivo o combate ao câncer de próstata e a outras doenças masculinas.

A posição do Novembro Azul no calendário é estratégica, pois em 17 de novembro se comemora o Dia Mundial do Combate ao Câncer de Próstata. Uma coincidência feliz é que o movimento sucede uma ação de grande envergadura, o Outubro Rosa. Em comum, ambas as iniciativas têm o combate a tipos de câncer específicos que afetam um grande número de mulheres (câncer de mama) e homens (câncer de próstata).

O post de hoje traz informações importantes sobre o movimento Novembro Azul e explica como essa iniciativa conquistou relevância internacionalmente.

A história do Novembro Azul

O foco na saúde masculina foi a grande motivação para a criação do movimento Novembro Azul, ou Movember. Iniciado na Austrália, em 2003, o Movember teve seu nome definido após a junção de duas palavras: moustache (“bigode”) e november (“novembro”).

Novembro azul

A ideia do Movember, desde a sua concepção, foi incentivar o uso do bigode durante o penúltimo mês do ano para alertar a respeito de doenças masculinas.

O câncer de próstata é a doença mais associada ao movimento, mas a ação também se dedica ao câncer de testículo e à depressão masculina.

Desde 2004, a Fundação Movember incentiva a realização de check-ups anuais e do levantamento do histórico familiar. Os eventos foram concentrados na Austrália e na Nova Zelândia até 2007, ano em que outros países abraçaram a causa. Atualmente, dezenas de nações dão apoio à ação de forma oficial.

Ao longo de 15 anos, o Novembro Azul conscientizou milhares de homens ao redor do mundo. Quanto mais precoce for o diagnóstico do câncer, maiores as chances de cura. Essa é, provavelmente, a principal razão para o sucesso do movimento.

Novembro Azul no Brasil

O Novembro Azul chegou ao Brasil em 2008, por intermédio do Instituto Lado a Lado pela Vida e da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU). Desde então, a campanha ganhou força e tem se pautado na oferta de exames de próstata gratuitos ou com desconto e diferentes ações de conscientização.

Outra marca da campanha é a iluminação azul em prédios importantes. A ação se assemelha ao que é realizado durante o Outubro Rosa. O Palácio do Planalto, por exemplo, aderiu ao Novembro Azul em 2017.

Uma ação de destaque este ano é a Caminhada Novembro Azul, que ocorreu no domingo passado (11) no Parque do Povo, em São Paulo. O objetivo foi envolver a população paulistana na campanha e incentivar a prevenção.

Foi também em um parque que aconteceu o lançamento do mais recente projeto apoiado pela Associação Samaritano. Saiba mais a respeito do Better Hearts Better Cities Cuidando do Seu Coração, apresentado em ação no Parque do Carmo, em Itaquera.

O câncer de próstata no Brasil

A importância do Novembro Azul no Brasil se dá pelo impacto do câncer de próstata sobre a parcela masculina da população. Trata-se do câncer mais comum entre os brasileiros, com elevada taxa de mortalidade. Em média, a cada 38 minutos morre um homem no Brasil vítima de câncer de próstata.

Uma das formas de reduzir esse alarmante índice é romper um preconceito persistente em nossa sociedade. Muitos homens estigmatizam o exame de toque e deixam de se prevenir por conta disso. O Novembro Azul atua também na desmistificação e no incentivo à realização desse exame, específico para a detecção do câncer de próstata.

Características do câncer de próstata

O câncer de próstata é o sexto mais comum no mundo e o segundo mais mortal entre os homens – atrás somente do câncer de pulmão. Por isso, o combate à doença é uma causa tão nobre.

Alguns dos fatores de risco são a faixa etária avançada, o histórico familiar e a obesidade. A maioria dos casos acontece depois dos 65 anos de idade.

Em relação aos sintomas, é importante ressaltar que eles só aparecem quando a doença está em estágio avançado, mais uma razão para o esforço de prevenção. Alguns dos sintomas são:

  • Frequência excessiva e dor ao urinar
  • Urinar em gotas ou em jatos sucessivos
  • Dores na parte de baixo das costas ou na pélvis
  • Disfunção erétil
  • Dor no testículo
  • Insuficiência renal

Novembro Azul em números

O Movember, ou Novembro Azul, se consolidou como um dos mais relevantes movimentos de prevenção de doenças no mundo. Confira alguns números que demonstram a sua importância:

  • 15 anos de história
  • US$ 580 milhões arrecadados
  • 770 projetos de pesquisa e conscientização financiados
  • 200 mil pessoas envolvidas mundialmente na arrecadação
  • Até 2030, o Novembro Azul terá reduzido em 25% a morte prematura dos homens

Novembro Azul e Outubro Rosa

O combate ao câncer e a conscientização sobre os perigos dessa doença são crescentes. O Novembro Azul foi um reforço positivo ao Outubro Rosa, movimento iniciado em 1990 para alertar as mulheres sobre o câncer de mama. Aqui em nosso blog, fizemos um post especial para contar mais a respeito dessa grande iniciativa. Clique aqui e confira!

Fontes: Ministério da Saúde, Organização Mundial da Saúde, Instituto Nacional do Câncer e Fundação Movember.